Montanhas do Japi

A Fazenda

A 60 km de São Paulo e 45 km de Campinas encontra-se um paraíso natural de 329 hectares. Localizada em Jundiaí, a Fazenda Montanhas do Japi é um local de preservação ambiental, com 80% de floresta nativa, próximo à Serra do Japi – uma das últimas remanescentes de Mata Atlântica no interior do Estado de São Paulo, tombada há 32 anos e reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

A Montanhas do Japi é o lugar certo para quem quer escapar, ainda que por um curto período, da correria e dos problemas cotidianos e aproveitar ao máximo um verdadeiro refúgio próximo a grandes centros urbanos, onde já viveram índios, bandeirantes e jesuítas. Na fazenda, tudo é pensado para oferecer ao visitante ou hóspede uma experiência prazerosa de relaxamento e contato com a natureza.

História

Em local geograficamente privilegiado e de fácil acesso às rodovias Anhanguera e Bandeirantes, a Fazenda Montanhas do Japi está instalada em uma junção de propriedades do século XVIII.

Em 1915, o comerciante Hermes Traldi veio de São Paulo para Jundiaí e estabeleceu o que viria a ser uma das maiores fábricas de vinho do País. A partir de 1936, adquiriu e unificou 18 sítios, onde, além das videiras que serviam de matéria-prima para a produção de vinho, o café era cultivado. A área adquirida era chamada de Sítio dos Buenos, que havia pertencido a descendentes de uma família de bandeirantes.

Nos anos 1970, as plantações de uva e café foram erradicadas. Hoje, o local está repleto de árvores nativas e mantém pequenas áreas de pastagem e plantação de eucaliptos – usados na produção de lenha.

A Montanhas do Japi integra a Sociedade Amigos do Bairro de Santa Clara, cujo objetivo é preservar o patrimônio natural, histórico, paisagístico e arquitetônico da região.

Hospedagem Jundiaí

Entrada

Saída